PIS: Trabalhadores de todas as idades poderão retirar dinheiro

Agência O Globo
05/06/2018 - 00:04

A Caixa Econômica Federal libera, nesta segunda-feira (dia 4), a consulta às cotas do PIS/Pasep para beneficiários de todas as idades. Terão direito à retirada do dinheiro aqueles que trabalharam entre os anos de 1971 e 1988, se filiaram ao programa, mas nunca sacaram os recursos. Estima-se que 25,3 milhões tenham potencial para receber as cotas.



O saque será liberado porque o Senado aprovou, na segunda-feira passada, dia 28 de maio, a Medida Provisória (MP) 813. A retirada era permitida somente àqueles com mais de 60 anos. Mas o governo já havia antecipado a idade de saque de 70 para 60 anos. Agora, a limitação da faixa etária deixará de existir por um determinado período (janela temporal), segundo o Ministério do Planejamento. Com isso, R$ 34,6 bilhões estarão disponíveis para retirada nas agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil (BB). Bastará a publicação da sanção presidencial, o que poderá acontecer em breve.

“Agora, o acesso de cotistas de todas as idades será permitido durante uma janela temporal que vai até o dia 29 de junho de 2018. A medida provisória também permite ao governo reabrir o prazo para saques até 28 de setembro”, apontou o ministro do Planejamento, Esteves Colnago.

Segundo a pasta, nos próximos dias serão detalhados os cronogramas de saque para os cotistas de todas as idades. Aqueles que tiverem contas-correntes na Caixa e no BB terão seus depósitos feitos automaticamente. Os demais farão a retirada nas agências. Os herdeiros dos cotistas também terão o direito assegurado.

Os trabalhadores da iniciativa privada que quiserem saber se têm algo a sacar devem fazer a consulta pelo site www.caixa.gov.br/cotaspis. No caso dos servidores públicos, a verificação pode ser feita pela página virtual www.bb.com.br/pasep. O BB também permite fazer a checagem por meio dos terminais de autoatendimento.
 

AVISO: Ao publicar nesta página você assume total responsabilidade pelo conteúdo do seu comentário.