Belmonte e Veracel em parceria pela proteção de crianças e adolescentes

Por ASCOM
17/10/2018 - 23:50

Garantir um sistema de proteção integrado, sólido e eficaz no atendimento a crianças e adolescentes vítimas de algum tipo de violência. Com esse objetivo, o projeto Laços de Proteção chega ao município de Belmonte. O termo de adesão foi assinado pela prefeitura da cidade, com o apoio da Veracel Celulose a partir da metodologia da Childhood Brasil, nesta segunda-feira (15), na Câmara de Vereadores.

O projeto já está mobilizando agentes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Referência de Assistência Social (Cras), profissionais da rede de atendimento da Saúde, Educação, Polícia Militar, Poder Judiciário e Ministério Público desde agosto. Essa integração interinstitucional visa o desenvolvimento de metodologias para sensibilizar, capacitar os agentes e aprimorar o atendimento na rede de prevenção e proteção à crianças e adolescentes vítimas de violência.



Para o secretário de Cultura e Turismo de Belmonte, Herculano Assis, as parcerias público - privado demonstram a maturidade na cultura organizacional da empresa desenvolvendo um verdadeiro legado, social, econômico e cultural. “É uma visão humanística de toda a região” finalizou.
Para a especialista em Responsabilidade Social da Veracel, Izabel Bianchi, o projeto é uma ferramenta de construção de novos métodos. “Isso é importante para estabelecer uma cultura de proteção de crianças e adolescentes, que possa contribuir para assegurar um desenvolvimento sadio e qualidade de vida”, destacou Izabel Bianchi.

Segundo a coordenadora de programas da Childhood Brasil, Gorete Vasconcelos, a adesão do município de Belmonte ao Projeto, possibilita a articulação da rede de proteção e maior aplicação das leis de proteção, contribuindo para a redução dos índices de violência. “As capacitações têm propiciado a desconstrução de muitos equívocos das escolas, famílias e comunidades no que se refere ao fenômeno da violência: agentes causadores, causas e consequências”, destacou.

AVISO: Ao publicar nesta página você assume total responsabilidade pelo conteúdo do seu comentário.